top of page
  • Foto do escritorDra. Vanessa Santarosa

Quarentena e Ganho de peso. Como evitar?


covid-19 ganho de peso, obesidade, quarentena

      A epidemia do COVID-19 trouxe uma série de mudanças em nossa rotina. O home office é a realidade para a maioria dos brasileiros hoje, pedir comida, especialmente fast food se tornou um hábito, ir no supermercado e fazer compras em grande quantidade pensando em estocar alimentos tornou-se uma preocupação e para quem se exercitava a quarentena impôs uma vida mais sedentária. Aliado a isso, a ansiedade gerada por se sentir "preso" dentro de casa torna o cenário extremamente propício para o ganho de peso, principalmente para as pessoas com maior propensão à obesidade. O isolamento social pode agravar questões emocionais, que frequentemente se relacionam com o ganho de peso. Portanto, esse é um período não só para seguir as medidas de distanciamento social, mas também para refletir, flexibilizar e organizar uma nova rotina.  

       É importante salientar que a obesidade é uma doença crônica e que nessa epidemia a obesidade tem aparecido como um dos fatores de risco de pior prognóstico da infecção em pacientes abaixo de 60 anos. A severidade e complicações do COVID-19 são maiores a medida em que o índice de medida corporal (IMC) aumenta. Portanto, combater o excesso de peso também é algo que devemos nos preocupar nessa quarentena, juntamente com diversas outras questões.  

      Manter o peso, ou mesmo perder, diante desse novo cenário é para todos nós um desafio. Não existe fórmula mágica mas pensar em algumas estratégias e colocá-las em prática pode fazer toda a diferença. A seguir algumas dicas para você montar o seu planejamento e evitar o ganho de peso nessa quarentena!



Siga uma rotina

A organização de uma rotina facilita o cumprimento de todas as tarefas que listamos no dia. Nessa quarentena, reorganize o seu dia, com horários definidos para os diversos afazeres, liste as atividades a serem realizadas, coloque prazos e estipule metas.

Faça uma lista de compras antes de ir ao mercado

Para quem se preocupa com o peso esse é um ítem indispensável. Fazer uma lista dos produtos que realmente temos necessidade ajuda muito evitar compras em excesso e de alimentos calóricos e com pouco valor nutricional. A dieta começa no supermercado, comprar produtos fáceis e altamente palatáveis como chocolates, bolachas, salgadinhos e etc, e tê-los a mão em casa, fatalmente culminará com um consumo desnecessário.

Monte um cardápio para a semana Elaborar um cardápio rápido e prático durante a semana nos ajuda a não cair na armadilha de pedir comida, que no geral foge do nosso controle de quantidade, qualidade e calorias! Organizar-se no início da semana prevendo os ítens de cada refeição para cada dia da semana permite um maior controle do que estamos comendo, ajuda a vislumbrar refeições mais balanceadas e variadas.


Faça exercícios em casa Fazer exercícios em casa nem sempre é tarefa fácil pois muitas vezes não dispomos de materiais e equipamentos necessários para reproduzir um treino de academia por exemplo. Mas nesse período, o que vale é a adaptação e flexibilização. Conte com a ajuda de seu educador físico da academia para personalizar um treino em casa, destine 40 a 50 minutos do seu dia para isso, marque um horário e tenha o compromisso de cumpri-lo.


Não encare a quarentena como férias!

Esse definitivamente pode ser o ponto chave para explicar o ganho de peso acelerado nessa quarentena. Estar em casa nos dá a falsa sensação de que estamos de férias. As férias representam desorganização da rotina, liberdade para comer a vontade ( se não podemos sair para ir em restaurantes e bares eles vêm até nós!), folga da academia e da atividade física regular, da dieta e até do acompanhamento médico ou nutricional que vinhamos fazendo.  É importante a conscientização de que esse período não é férias e sim um novo momento que exige adequarmos a rotina ao nosso estilo de vida e necessidades.

Conte calorias! Uma das grandes estratégias para controlar o peso é sim contabilizar no dia sua ingesta de calorias. Certamente, alinhar quantidade de calorias com a qualidade delas é o ideal. Porém, sabemos que se privar do que gostamos não é tarefa fácil, portanto recorra a compensações, alternado alimentos que agradem seu paladar com alimentos que agradem sua saúde! Consuma alimentos saudáveis  Faça uma lista de alimentos saudáveis que você goste, inclua bastante frutas. Muitas vezes o consumo desses alimentos não ocorrem porque simplesmente não são tão práticos quanto os alimentos industrializados. Torne-os prático! Habitua-se a quando comprar frutas e alimentos crus comestíveis (como cenoura, tomatinho cereja, pepino...) a imediatamente lavá-los e cortá-los, deixando-os pronto para o consumo, armazenando sempre na geladeira para maior durabilidade. Assim, sempre que a fome ou a ansiedade bater fora de hora, recorra a eles!


Beba bastante água

Água é um elemento vital para a saúde, estar bem hidratado é fundamental para o funcionamento do organismo. Além disso, beber água regularmente ajuda a manter a saciedade por mais tempo.

Busque ajuda de profissionais Mesmo no período da quarentena, cuidar de sua saúde e manter seu acompanhamento médico é fundamental. A portaria número 467 do Ministério da Saúde permite consultas online desde o final de março desse ano, facilitando assim a manutenção e o início do tratamento para os pacientes que necessitem. Caso identifique que o controle do peso está inadequado mesmo mediante todos os seus esforços, busque um nutricionista, endocrinologista e educador físico para ajudar nessa tarefa nada fácil.


Dra. Vanessa Aoki Santarosa Costa

Médica Endocrinologista formada pela Escola Paulista de Medicina - Universidade Federal de São Paulo

Mestrado em Tireoidologia pela Escola Paulista de Medicina - Universidade Federal de São Paulo

Foi  médica colaboradora no Ambulatório de Diabetes Gestacional da UNIFESP

Atua em consultório médico particular na Vila Clementino, Zona Sul, São Paulo.

146 visualizações

Posts recentes

Ver tudo

Commentaires


bottom of page