Buscar
  • Dra. Vanessa Santarosa

Diabetes gestacional e agora?


     O diagnóstico de diabetes gestacional é muitas vezes inesperado na gestação e é um problema que gera muita angústia e dúvidas na maioria das mulheres, a mãe frequentemente se sente culpada pelo diagnóstico. Diferentemente do que se imagina, não são os hábitos maternos que determina o diabetes gestacional e sim a predisposição genética associado ao estado de resistência insulínica da gestação mediado por diversos hormônios placentários. Uma vez dado o diagnóstico, aí sim é importante que a gestante, juntamente com seu médico, reveja os hábitos alimentares bem como a prática de atividade física durante a gestação como forma de tratamento e controle da doença.

Veja abaixo alguns pontos importantes sobre o acompanhamento do pré natal na situação do diabetes gestacional:


1. Você não está sozinha, procure seu médico endocrinologista. O controle e o manejo do diabetes deve ser conduzido por um médico especialista e experiente na área, uma vez que nessa condição, a gestação é considerada de alto risco.


2. Mude seus hábitos. Assim como todos os outros tipos de diabetes, dieta e atividade física são os pilares no tratamento do diabetes gestacional. O consumo controlado de calorias e carboidratos diminui os picos de glicemia e permite um ganho de peso saudável, já a prática de atividade física contribui para melhorar a resistência insulínica.


3. Monitoramento da glicemia. Durante a gestação a mulher precisa fazer o automonitoramento glicêmico, medindo as glicemias 4x/dia em média, jejum e 1 hora após cada refeição. As metas de bom controle glicêmico são:

  • jejum < 95mg/dl

  • 1 hora após a refeição < 140mg/dl


4. Controle seu peso. O ganho de peso ideal na gestação é calculado baseado no índice de massa corpórea (IMC) que a mulher apresentava antes da gestação. Mulheres com IMC normal (entre 18,5 e 24,9kg/m2) devem ganhar entre 11 e 16Kg ao longo da gestação, sendo o ganho maior no 2° e 3° trimestre, representado por 0,5Kg por semana. Já mulheres acima do peso ou com obesidade devem se policiar para ganhar entre 5 a 11Kg, e quanto maior o IMC, menor deveria ser o ganho de peso na gestação. Estima-se que desse peso ganho na gestação, 5Kg em média seja decorrente do peso do bebê, placenta e líquido amniótico, 4kg por expansão do volume sanguíneo, crescimento uterino e crescimento das mamas, e apenas 4Kg aproximado de tecido adiposo.


5. Exames de sangue. Durante o pré natal, o principal parâmetro para controle do diabetes gestacional são as medidas de dextro e não os exames de sangue. Porém em uma primeira consulta certamente o endocrinologista solicitará alguns exames para avaliação, como glicemia de jejum, Hba1c, insulina basal, função tireoidiana e função renal.


6. Consultas regulares com obstetra e endocrinologista. A frequência das consultas médicas dependerá de cada caso, mas como a gestação se caracteriza por mudanças rápidas e frequentes, ao menos 1 consulta mensal com endocrinologista deve ser realizada no pré natal.


7. Tratamento medicamentoso. Caso as medidas de glicemias pelo controle do dextro não fiquem no alvo, a medicação mais segura e liberada durante esse período é a insulina. As medicações via oral não são liberadas na gestação. A metformina é um sensibilizador da insulina e apesar de atravessar a barreira placentária, parece ser segura na gestação, sendo utilizada em muitos países sobretudo no terceiro trimestre da gestação, período em que o bebê já está formado. A insulina não causa qualquer problema para o bebê, as complicações advém das glicemias cronicamente elevadas.

O tratamento da hiperglicemia é imperativo na gestação pois se não tratado de forma adequada o descontrole do diabetes acarreta inúmeras complicações para a gestação e o bebê tais como aborto precoce, malformações fetais, pré-eclâmpsia, macrossomia, hipoglicemia neonatal, icterícia severa dentre outros.



Dra. Vanessa Aoki Santarosa Costa

Médica Endocrinologista formada pela Escola Paulista de Medicina - Universidade Federal de São Paulo

Foi  médica colaboradora no Ambulatório de Diabetes Gestacional da UNIFESP

Atua em consultório médico particular na Vila Mariana, Zona Sul, São Paulo.

Contato:

(11) 5081-2192 (11) 95628 - 5666 
Email: vansantarosa@yahoo.com.br

Endereço:

Rua Doutor Diogo de Faria, 775,
9º andar Conjunto 91Vila Clementino,
São Paulo-SP - CEP 04037-002

Horário de Funcionamento:

Segunda à Sexta das 08:00 às 20:00

Sábado das 8:00 às 12:00 
Exceto domingo e feriados

  • Grey Facebook Icon

Todos os direitos reservados Dra. Vanessa Aoki Santarosa Costa  CRM-SP 133.89 - Copyright © 2016

Clínica Médica RQE 38724 - Endocrinologia e Metabologia RQE  38725

Informe Legal : As informações contidas em nossa homepage têm caráter informativo e educacional.