Contato:

(11) 5081-2192 (11) 95628 - 5666 
Email: vansantarosa@yahoo.com.br

Endereço:

Rua Doutor Diogo de Faria, 775,
9º andar Conjunto 91Vila Clementino,
São Paulo-SP - CEP 04037-002

Horário de Funcionamento:

Segunda à Sexta das 08:00 às 20:00

Sábado das 8:00 às 12:00 
Exceto domingo e feriados

  • Grey Facebook Icon

Todos os direitos reservados Dra. Vanessa Aoki Santarosa Costa  CRM-SP 133.89 - Copyright © 2016

Clínica Médica RQE 38724 - Endocrinologia e Metabologia RQE  38725

Informe Legal : As informações contidas em nossa homepage têm caráter informativo e educacional.

Buscar
  • Dra. Vanessa Santarosa

Cansaço, queda de cabelo e falta de memória? Pode ser hipotireoidismo.



A tireoide é uma glândula endócrina localizada no centro do pescoço e responsável pela produção dos hormônios tireoidianos T4 e T3. Esses hormônios atuam e controlam o funcionamento de diversos órgãos e, por isso, interferem diretamente em processos como sono, fertilidade, crescimento, metabolismo, raciocínio, memória, batimentos cardíacos, força muscular, ciclo menstrual, dentre outros. Portanto, seus hormônios são indispensáveis para o bom funcionamento do organismo. A falta desses hormônios, representada pelo hipotireoidismo - doença em que a tireoide tem dificuldade em produzir adequadamente seus hormônios - acarreta uma série de sintomas, muitos deles inespecíficos mas que no seu conjunto levam o médico a suspeitar da doença.

O hipotireoidismo é uma doença muito prevalente, muito mais comum do que imaginamos. Cerca de 10% das mulheres jovens apresentam esse distúrbio e essa prevalência dobra na faixa etária após os 60 anos. Portanto, diante dos sintomas, é mandatório a investigação.

Os principais sintomas do hipotireoidismo incluem:

  • Cansaço, desânimo e falta de vontade de fazer as coisas

  • Sonolência excessiva

  • Alteração de memória, dificuldade de concentração

  • Pele seca

  • Queda de cabelo pronunciada

  • Unhas fracas e quebradiças

  • Intestino preso

  • Ganho de peso às custas de retenção hídrica (Saiba mais)

  • Intolerância ao frio

  • Irregularidade menstrual

  • Aumento do colesterol

O hipotireoidismo não diagnosticado e não tratado a longo prazo pode trazer consequências mais sérias como insuficiência cardíaca, dislipidemia, coronariopatia e até coma em situações mais extremas.

E o diagnóstico é facilmente feito pelo endocrinologista através da história clínica, sintomas, antecedentes pessoais e familiares, exames de sangue e ultrassonografia de tireoide. Uma vez reconhecida a doença, o tratamento é feito com a reposição parcial ou total do hormônio tireoidiano: a levotiroxina, um hormônio sintético porém bioidêntico ao produzido pelo organismo.


Dra. Vanessa Santarosa

Médica Endocrinologista formada pela Escola Paulista de Medicina - Universidade Federal de São Paulo

Mestrado no Setor de Tireoide da EPM - UNIFESP

Atua em consultório médico particular na Vila Mariana, Zona Sul, São Paulo.